Páginas

domingo, 28 de setembro de 2008

Compras on-line e Dissonância Cognitiva


Muitas pessoas têm receio em fazer compras utilizando a Internet. Eu respeito essa decisão já que realmente a Internet é um ambiente muito perigoso. Ao mesmo tempo que as empresas investem milhões para proteger seus sites, existem milhares de pessoas tentanto burlar o sistema.
Mas, mesmo para quem não pretende concretizar a compra, fornecendo seus dados de pagamento, eu vejo a Internet como uma fonte de informações para subsidiar a decisão de compra e fazer o melhor negócio.
Se você é como eu, e sofre frequentemente de dissonância cognitiva, remoendo suas decisões de consumo... A Internet foi feita para nós.
Podemos pesquisar, revirar as especificações do produto, ler opiniões de outros consumidores, analisar histórico de preços, verificar versões e cruzar suas características.
Se o receio com o site de vendas persistir, você pode tentar ir até a loja (se existir) e ainda barganhar algum desconto direto com o vendedor. Te conto que isso já não tem funcionado. Funcionava antes, mas hoje muitas das condições "especiais" estão restritas às versões virtuais das lojas.
Se você já se sente mais seguro, e vai efetivar a compra pela Internet, segue uma lista de dicas que capturei do site E-Bit (http://www.ebit.com.br/):

1. Procure comprar em lojas previamente conhecidas ou àquelas indicadas por amigos e parentes.
2. Pesquise sobre a idoneidade da loja em órgãos de defesa do consumidor e em sites de avaliação e comparação de preços nos quais outros usuários analisam os serviços das lojas e fazem seus comentários sobre a empresa. A e-bit disponibiliza a avaliação dos consumidores que realmente efetuaram compras nas lojas conveniadas ao selo de certificação e-bit no site http://www.ebit.com.br/
3. Faça contato telefônico com a loja e verifique se ela tem endereço, telefone fixo ou filial física. Observe informações como razão social, CNPJ e confirme esses dados no site http://www.receita.fazenda.gov.br/. Clique no link “onde encontro”, depois em “CNPJ/CGC”, “consulta cadastros” e “consulta situação cadastral”. Se a situação estiver “baixada”, “cancelada” ou “inativa”, desista da compra.
4. Antes de comprar, leia a política de privacidade da empresa. Fique atento às formas de pagamento disponíveis, ao prazo de entrega e à política de troca e devolução de produtos.
5. Prefira empresas que aceitem plataformas de pagamento garantido via Internet (ex. Pagamento Digital) ou cartão de crédito de administradoras/bandeiras renomadas, pois essas lojas já foram previamente avaliadas pelas administradoras dos cartões e procure não fazer pagamentos em boletos ou depósitos bancários.
6. Verifique se a loja possui conexão de segurança nas páginas em que são informados dados pessoais do cliente como nome, endereço, documentos, número do cartão de crédito, – geralmente essas páginas são iniciadas por https:// - e o cadeado ativado (ícone amarelo em uma das extremidades da página). Clique no cadeado e observe se a informação do certificado corresponde ao endereço na barra de navegação do computador.
7. Proteja seu computador com um antivírus atualizado como firewall pessoal (cria uma barreira entre seu computador e a internet e evita acessos não autorizados) ou anti-spam (filtra conteúdo indesejado de e-mail) e procure não inserir dados de pagamentos em computadores públicos como os de lan houses.
8. Não abra e-mails de procedência duvidosa e evite clicar em links enviados por e-mail. A curiosidade é a porta de entrada dos fraudadores para instalar programas espiões que roubam senhas e outros dados de seu computador.
9. Desconfie de ofertas milagrosas e ganhos fora do comum principalmente de produtos eletrônicos e informática, pois podem ser produtos falsificados, roubados ou a empresa pode estar sonegando impostos, ou pior, estar sendo vítima de um estelionatário.
10. Salve ou imprima todos os passos da compra, inclusive e-mails de confirmação.


Um comentário:

isis disse...

Acho que o problema que ganha do medo de fazer compras via Internet se chama banco online, já que existem lojas que têm a opção de imprimir um boleto.

Os dois livros que comprei via Internet foram assim, justamente porque não sei o que está lá fora ou como está lá fora.